Volvo Trucks

AUTO SUECO ANGOLA

×

A Volvo Trucks vê o interesse crescente no gás como uma alternativa ao gasóleo para operações de camiões pesados na Europa

Os transportadores e compradores de transportes estão cada vez mais interessados em reduzir as suas emissões e custos de CO2 através da utilização de gás liquefeito refrigerado como combustível. Por esta razão, os novos camiões Volvo FH e Volvo FM terão motores que funcionam com gás natural liquefeito e biogás, que oferecem o mesmo alto desempenho que os motores a gasóleo. A utilização de biogás permite alcançar um transporte neutro em carbono e reduzir as emissões de CO2 em até 100%.
A Volvo Trucks vê o interesse crescente no gás como uma alternativa ao gasóleo para operações de camiões pesados na Europa
Um Volvo FH GNL que funciona com biogás torna possível o transporte neutro em termos de carbono e a redução das emissões de CO2 até 100%.

O Acordo Verde da UE indica claramente a direção que a indústria dos transportes precisa de tomar para um futuro mais limpo, o que significa que deve haver uma data final para os combustíveis fósseis. Como resultado, os transportadores e compradores de transportes estão cada vez mais à procura de alternativas ao gasóleo.

"Atualmente, os camiões alimentados a GNL são a alternativa mais viável comercialmente ao gasóleo comum para operações pesadas de longo curso. Este combustível está disponível em quantidades suficientemente grandes e a um preço competitivo. A utilização de mais camiões a gás cria condições favoráveis à transição para uma maior quota de biogás liquefeito ao longo do tempo", diz Lars Mårtensson, Diretor de Ambiente e Inovação na Volvo Trucks.

A linha motriz da Volvo Trucks para biogás liquefeito e gás natural tem uma eficiência energética comparável à dos seus homólogos a gasóleo, mas produz emissões de CO2 significativamente mais baixas. A utilização de biogás liquefeito, também conhecido como Bio GNL, reduz as emissões líquidas em até 100% do depósito para a roda (TTW), enquanto que a utilização de gás natural reduz as emissões em cerca de 20% (TTW) em comparação com o gasóleo normal europeu.

A redução da dependência do gasóleo requer um forte investimento
A produção de biogás sem recurso a combustíveis fósseis requer um maior número de instalações de produção para a digestão anaeróbica dos resíduos com a possibilidade de arrefecimento do gás em forma líquida. Vários estudos calcularam que pouco mais de 20% do gasóleo na Europa poderia ser substituído por gás renovável sob a forma de Bio GNL até 2030. O número de estações de enchimento de gás liquefeito está constantemente a aumentar, sendo já uma alternativa ao gasóleo em muitas rotas. No entanto, o número de estações de serviço precisa de continuar a expandir-se a par com o crescimento correspondente no número de camiões movidos a gás.

"Ao investir em camiões a GNL, estamos a mostrar que o Bio GNL é uma alternativa importante para reduzir a dependência do gasóleo fóssil. No entanto, para acelerar a transição para um transporte neutro em termos climáticos, é necessário continuar a investir em estações de enchimento de gás liquefeito e levar a cabo medidas para facilitar aos transportadores o investimento avultado em veículos pesados movidos a gás", salienta Lars Mårtensson.

As autoridades em vários países europeus introduziram iniciativas de apoio para facilitar o estabelecimento do gás como combustível para camiões pesados. Na Alemanha, a isenção do pagamento do imposto de circulação (MAUT) foi prorrogada até 2023. A Suécia e vários outros países oferecem vários incentivos financeiros para o investimento em camiões movidos a gás e estações de serviço.

Necessidade de uma mistura de combustíveis para o futuro
Porque nenhum transportador de energia individual é capaz de responder a todos os desafios relacionados com as alterações climáticas, os diferentes tipos de combustível e linhas motrizes continuarão a coexistir num futuro previsível.

"A adoção de novas tecnologias será a chave para alcançar a neutralidade climática. A quota de camiões a GNL aumentará gradualmente na Europa. Mas os camiões a gás não serão capazes de responder a todos os desafios de transporte. A eletromobilidade desempenhará um papel importante a nível local, bem como a nível regional, e o desenvolvimento de baterias e infraestruturas de carregamento serão fatores importantes na sua expansão", explica Lars Mårtensson.

A eletromobilidade utilizando células de combustível de hidrogénio tem potencial para reduzir a necessidade de baterias no transporte de longo curso a longo prazo.

"Embora tenham sido feitos desenvolvimentos promissores na tecnologia das pilhas de hidrogénio, ainda existem obstáculos práticos e financeiros a ultrapassar antes de poder proporcionar benefícios climáticos significativos no transporte pesado", diz Lars Mårtensson.

Apesar de todos os avanços técnicos em eletromobilidade, a melhoria contínua da eficiência dos motores de combustão continuará a desempenhar um papel fundamental na redução do impacto climático durante muitos anos.

"Muito pode já ser feito para reduzir o impacto climático com os motores atuais. Por exemplo, tanto os camiões novos como os antigos a gasóleo da Volvo podem funcionar com HVO, um biocombustível que produz emissões líquidas de CO2 muito baixas. O desafio é que a disponibilidade de biocombustíveis continua a ser tão limitada", conclui Lars Mårtensson.

Hiperligação para imagens de alta resolução

Ligação ao website da Volvo Trucks

Comunicados de imprensa relacionados:
2020-02-27: A Volvo Trucks lança a nova geração de camiões pesados a pensar no motorista
2020-02-27: A Volvo Trucks lança o novo Volvo FH – Nova geração de camiões concebida a pensar no motorista
2020-02-27: A Volvo Trucks apresenta o novo Volvo FM – Concebido para atrair motoristas com uma nova cabina e melhor visibilidade
2017-09-26: Volvo Trucks: "O gás liquefeito é a melhor alternativa para o ambiente disponível no mercado para operações de transporte regionais pesadas e de longo curso”

For further information, please contact:

Jan Strandhede
Media Relations Director, Volvo Trucks
Tel: +46 31 3233715
Email: jan.strandhede@volvo.com

Volvo Trucks provides complete transport solutions for professional and demanding customers, offering a full range of medium to heavy duty trucks. Customer support is secured via a global network of dealers with 2,300 service points in more than 130 countries. Volvo trucks are assembled in 13 countries across the globe. In 2020 approximately 94,000 Volvo trucks were delivered worldwide. Volvo Trucks is part of Volvo Group, one of the world’s leading manufacturers of trucks, buses, construction equipment and marine and industrial engines. The Group also provides complete solutions for financing and service. Volvo Trucks´ work is based on the core values of quality, safety and environmental care.