Agora é mais fácil escolher uma solução de consumo de combustível económica.

A nova legislação da União Europeia relativa a consumo de combustível e emissões de CO2 será aplicada em 2019. Irá levar a uma maior transparência, responsabilização e, em última análise, a soluções de transporte que permitem um consumo de combustível mais económico.

Lars Mårtensson

Lars Mårtensson, Diretor Ambiental e de Inovação na Volvo Trucks, está convicto de que a nova legislação da UE decorre a par da atenção que a Volvo Trucks dá ao clima.

Em que consiste a nova legislação da UE?
"A partir de 2019, os camiões pesados vendidos na Europa terão de declarar o consumo de combustível e as emissões de CO2. Estes valores serão determinados por simulações que calculam o consumo de combustível e as emissões de CO2 previstos, de acordo com medições autónomas de todos os componentes relevantes."

Por que é a legislação necessária?
"Os camiões pesados são responsáveis por cerca de cinco por cento das emissões de CO2 na Europa. Este valor terá de ser reduzido para que a UE cumpra a sua meta de redução das emissões de gases que contribuem para o efeito de estuda emitidos pelo setor dos transportes em 30 por cento até 2030 (contrastando com os níveis de 2005)."

Por que razão é necessário dispor de uma ferramenta de cálculo, em vez de uma norma transversal a toda a indústria como a Euro 6?
"Os camiões pesados são geralmente adaptados à medida do utilizador de forma a cumprirem requisitos específicos do cliente, sendo oferecidos numa vasta gama de configurações. Todos estes fatores afetam o consumo de combustível e tornam possível medir cada veículo. No entanto, com a ferramenta de simulação e as medições, é possível calcular as emissões específicas de CO2 e o consumo de combustível para cada configuração de camião individual. Como todos os dados serão calculados e declarados utilizando um processo certificado, a consistência está assegurada."

No geral, os valores declarados tornam mais fácil que os camionistas escolham uma solução de consumo de combustível económica para a sua empresa.

Lars Mårtensson

Diretor Ambiental e de Inovação da Volvo Trucks

Como é que a legislação vai afetar os camionistas?
"Os valores declarados vão facultar uma maior transparência e facilitar a comparação entre modelos personalizados criados pelos fabricantes de camiões. Também irão ajudar os transportadores a obter uma perspetiva mais clara da forma como o consumo de combustível e as emissões de carbono são afetadas por fatores diferentes, como a aerodinâmica e a resistência ao rolamento. A atenção dada ao clima irá aumentar. No geral, os valores declarados tornam mais fácil que os camionistas escolham uma solução de consumo de combustível económica para a sua empresa."

Qual será o grau de fiabilidade das declarações?
"A declaração de CO2 e consumo de combustível baseia-se numa simulação de computador padronizada e nas condições médias de condução na Europa. No entanto, os cálculos não levam em consideração o grau de competência dos motoristas, condições de condução exemplares ou o impacto de inovações tecnológicas como algumas soluções de eficiência do consumo de combustível exclusivas de alguns fabricantes. Como tal, devem ser utilizados principalmente como informações orientadoras quando se comparam as diferenças relativas entre os veículos. A Volvo Trucks irá continuar a ajudar os clientes a escolherem a melhor solução disponível.”               

Qual é a posição da Volvo Trucks em relação à nova legislação?
"Nós saudamos a nova legislação! Afinal, está a par do nosso próprio compromisso de proteção do ambiente e da atenção que damos ao clima. Acreditamos que é uma grande vantagem podermos facultar aos compradores de camiões informações de consumo de combustível baseadas em métodos de medição comuns. Tornará mais fácil para os nossos clientes selecionar um veículo eficiente ao nível das emissões de CO2."

Factos

A estratégia da União Europeia para combater as emissões de dióxido de carbono consiste em três passos diferentes.

Declaração: O primeiro passo entrará em vigor a 1 de janeiro de 2019, quando todos os fabricantes de camiões terão de declarar os valores de emissão de CO2 e consumo de combustível dos camiões acabados de produzir.

Monitorização e participação: O segundo passo proposto irá requerer que os fabricantes de camiões participem os valores declarados à UE, que irá publicar os relatórios públicos. Caso seja aprovado, este passo entrará em vigor a partir de 28 de fevereiro de 2020.

Valores limite: O terceiro passo previsto é a introdução de valores limite de CO2. Um rascunho final das regulamentações que regem estes limites deverá estar pronto em setembro de 2019. 

Related News

Filtrar artigos

5 true 5