As baterias duais garantem um maior conforto

O novo sistema de baterias duais da Volvo Trucks consegue assegurar uma energia suficiente para todas as funções da cabina e garantir a capacidade de arranque na manhã seguinte.

Consumo de eletricidade na cabina

Frigoríficos, aquecedores, refrigeradores, sistemas de média, telemóveis, laptops e tablets – estes são apenas alguns dos aparelhos utilizados na cabina que facilmente fazem descarregar uma bateria e obrigam o condutor a uma paragem inesperada.

Hans Westerlind

Hans Westerlind, Especialista Sénior em Tecnologia de Componentes Elétricos da Volvo Trucks.

Apesar de a principal função da bateria do camião ser o arranque do motor, as exigências de energia estão continuamente a aumentar. Frigoríficos, aquecedores, refrigeradores, sistemas de média e, nos últimos anos, telemóveis, laptops e tablets – todos estes aparelhos são essenciais para o camionista de longo curso. No entanto, consomem imensa energia, o que facilmente leva ao descarregamento da bateria e obriga o motorista a uma paragem inesperada. 

O novo sistema de baterias duais da Volvo Trucks foi desenvolvido para resolver este dilema. Consiste em dois conjuntos de baterias separados: um reservado exclusivamente para arrancar o motor, o segundo para dar energia a todo o equipamento elétrico da cabina. Isto assegura que há sempre energia suficiente para arrancar o motor, possibilitando ao mesmo tempo um alto consumo energético no resto do camião.

Samuel Nerdal

Samuel Nerdal, Gestor de Produtos Elétricos e Eletrónicos da Volvo Trucks.

As baterias para uso da cabina utilizam tecnologia de gel, que, comparada com uma bateria convencional de chumbo-ácido, consegue suportar um número de ciclos muito mais elevado. "Quando se efetua uma descarga profunda de uma bateria convencional até zero por cento da carga, perde-se cerca de cinco por cento da sua capacidade," afirma Hans Westerlind. "No entanto, uma bateria de gel foi concebida para ser descarregada. Na verdade, pode realizar 200 ciclos de descarga profunda e ainda funcionar a 95 por cento de capacidade."

O sistema de baterias duais adequa-se predominantemente a aplicações de longo curso, quando as exigências de energia elétrica dos motoristas são mais elevadas. No entanto, também pode ser vantajoso para distribuição urbana. "Se conduzir a distâncias curtas com paragens e arranques frequentes, pode ser difícil carregar completamente uma bateria convencional todos os dias," explica Samuel Nerdal. "No entanto, como as baterias de gel conseguem absorver energia muito mais rapidamente, também são carregadas mais facilmente nestas condições de condução."

Mais ciclos de carregamento
As baterias convencionais ficam danificadas quando são descarregadas abaixo de 50 por cento e, se forem descarregadas profundamente (0 por cento), podem perder cerca de cinco por cento da capacidade. Se isto ocorrer muitas vezes, não vai tardar até ser necessário substituir a bateria. No entanto, as baterias de gel foram concebidas para gerir as descargas profundas e conseguem suportar 10 a 15 vezes mais ciclos do que as baterias convencionais.

Uma cabina mais confortável
Para os motoristas, o sistema de baterias duais significa que conseguem desfrutar de todo o conforto e conveniência dos seus equipamentos elétricos na cabina, sem se preocuparem com diminuir o desempenho do arranque do camião. Por exemplo, podem gozar de uma noite inteira de sono com o aquecedor de parqueamento ligado sem terem de acordar e ligar o motor a meio da noite para recarregar as baterias.

Poupar combustível e o ambiente
Para muitos condutores, a solução para gerir a energia da bateria é simplesmente deixar o motor ligado toda a noite. Isto consome cerca de três litros de combustível por hora. Considerando a quantidade de tempo que um camião geralmente está parado durante a noite e o número de noites que um serviço acarreta, rapidamente temos uma enorme quantidade de combustível e uma cabina aquecida a enorme custo – para não falar de emissões de carbono desnecessárias.

Menos paragens não planeadas
Quando as baterias convencionais se esgotam, a primeira função que se perde é a capacidade de arranque do motor. No entanto, graças ao sistema de baterias duais, esta é a última função a perder-se. Em vez disso, em primeiro lugar todos os aparelhos auxiliares serão desativados gradualmente, o que, em combinação com os alertas críticos para o motorista, assegura um aviso bem visível antes de a capacidade de arranque ser ameaçada. No geral, isto reduz enormemente o risco de paragens inesperadas devido a baterias descarregadas.

Assegurar a capacidade de arranque em condições de frio
As baixas temperaturas diminuem muito a capacidade da bateria, e uma bateria completamente descarregada congela a -5 °C (em comparação, uma bateria completamente carregada aguenta temperaturas tão baixas quanto -70 °C). O sistema de baterias duais, com as suas baterias de arranque separadas, conserva a capacidade de arranque mesmo em condições de frio severo.

Recarregamento mais rápido
As baterias de gel não só conseguem recarregar durante mais ciclos como recarregam até 50 por cento mais rápido que as baterias convencionais. Isto é muito vantajoso para os camiões que têm ciclos de condução com paragens e arranques frequentes, que não permitem que as baterias sejam completamente carregadas. 

Related News

Filtrar artigos

5 true 5