Transição elétrica facilitada

Os camiões elétricos são muito mais do que baterias e estações de carregamento. Podem ajudar a melhorar as condições de trabalho dos motoristas e a aumentar os lucros das empresas de transporte. Três especialistas da Volvo Trucks ajudam a navegar num futuro elétrico. 
Volvo FE Elétrico.

O Volvo FL e FE Elétrico são os primeiros veículos elétricos da Volvo Trucks, sendo que abrangerão a maioria das necessidades de transporte urbano.

Desde que a Volvo Trucks anunciou que os primeiros camiões Volvo FL e FE elétricos estavam prontos para se fazerem à estrada, a resposta do mercado foi rápida.

"Os clientes ligaram a dizer: "Finalmente! Há muito que esperávamos isto!", diz Anna Thordén, Gestora de Produtos, Eletromobilidade na Volvo Trucks. "Muitos dos clientes que nos contactam estão a deparar-se com regulamentos mais rigorosos nos locais onde atuam. Outros compraram veículos elétricos a novas empresas no mercado e viram que não disponibilizam apoio suficiente. Assim, quando acontece alguma coisa ao camião, ficam por sua conta e risco", diz.

Muitos dos clientes que nos contactam estão a deparar-se com regulamentos mais rigorosos nos locais onde atuam.

Anna Thordén

Gestora de Produtos, Eletromobilidade, Volvo Trucks

Anna Thordén

Anna Thordén, Gestora de Produtos, Eletromobilidade, Volvo Trucks, falou com muitos clientes que estão preparados para adotar veículos elétricos.

No plano oposto, a Volvo Trucks aposta em soluções totais para veículos elétricos, para garantir que os clientes são apoiados.

Até ao momento, a Volvo Trucks apenas oferece opções elétricas a um número limitado de clientes de referência em regime experimental, mas o plano passa por aumentar a produção nos próximos anos. Segundo Santosh Harakamani, Gestor de Planeamento Estratégico na Volvo Trucks, os principais fatores que ajudarão a fazer chegar os veículos elétricos ao mercado dominante já se estão a conjugar e a transição para os veículos elétricos será mais rápida do que o previsto por muitos analistas.

"São três os fatores que costumam determinar se ocorre uma mudança técnica: a tecnologia tem de ser viável numa perspetiva de negócios, tem de ser aceite pelos clientes e deve ser tecnicamente evoluída." 

Um grande marco já foi atingido. O custo previsível da energia renovável é igual ao do carvão em muitos pontos do mundo, um fator que deverá impulsionar o investimento nas energias renováveis. Até 2040, estima-se 70 por cento do investimento global em energia seja em energias renováveis. Entretanto, a queda rápida do preço das baterias superou as expectativas dos analistas.

Gama elétrica da Volvo Trucks

A Volvo Trucks está determinada em desenvolver soluções elétricas para introduzir segmento a segmento, mercado a mercado.


Outro desenvolvimento fundamental é o facto de a organização de investigação Bloomberg New Energy Finance ter mudado significativamente a sua previsão para preços das baterias que permitam a um carro elétrico equiparar-se em termos de custos a um carro a combustíveis fósseis. Para os proprietários de camiões, este rápido desenvolvimento dos preços das baterias garante que o ponto de equilíbrio do custo total de propriedade de um camião elétrico será alcançado mais cedo do que esperado. Entretanto, a densidade das baterias deverá aumentar significativamente, aumentando a autonomia dos veículos.

Além disso, muitos países já se comprometeram relativamente a regulamentações que aceleram a transição para os veículos elétricos, incluindo mandatos de mais de uma dúzia de países no sentido de banir os combustíveis fósseis até 2030. "Regulamentos mais rigorosos em termos de emissões e eficiência do combustível estão já a pressionar a indústria a afastar-se dos motores a diesel. Anúncios recentes de importantes fabricantes de veículos relativamente a investimentos e lançamentos de produtos de veículos elétricos são uma indicação clara de que já está em curso uma mudança", diz Santosh Harakamani.

A tecnologia tem de ser viável numa perspetiva de negócios, tem de ser aceite pelos clientes e deve ser tecnicamente evoluída.

Santosh Harakamani

Gestor de Planeamento Estratégico, Volvo Trucks

Considerando estes fatores, mais de 30 por cento de todos os carros serão elétricos e mais de 50 por cento de todos os novos carros poderão ser elétricos até 2030. Ainda que a eletrificação de camiões comerciais continue numa fase inicial em comparação com o segmento dos automóveis, Santosh Harakamani espera que a eletrificação do setor dos transportes ganhe rapidamente ímpeto.

Santosh Harakamani

Santosh Harakamani, Gestor de Planeamento Estratégico, Volvo Trucks, acredita firmemente que a transição para os veículos elétricos será muito mais rápida do que muitos analistas previram.

E a eletrificação pode ajudar a reduzir significativamente a pegada de carbono dos transportes. Atualmente, uma central eólica de quatro megawatts produz energia suficiente para alimentar 200 camiões Volvo FE elétricos, o que pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 10.000 toneladas de CO2 por ano.

Com tantos fatores a apontarem para um futuro elétrico, a Volvo Trucks está determinada em desenvolver soluções elétricas que serão introduzidas segmento a segmento, mercado a mercado, como complemento da gama a diesel. Para desenvolver os camiões elétricos, a Volvo Trucks tirou partido das experiências da empresa-irmã Volvo Buses, que tem híbridos de alta tensão desde 2010 e autocarros elétricos de carregamento rápido desde 2015. Utilizando componentes experimentados e testados no trânsito normal há anos, os clientes da Volvo Trucks podem estar confiantes de que as soluções oferecidas são ideais e seguras. 

Para proprietários de camiões, a transição para o elétrico não é apenas uma questão de comprar os melhores serviços e soluções técnicas. Significa também compreender como os camiões elétricos vão mudar os respetivos negócios e que as conversas que terão com o concessionário de camiões serão diferentes.

"Com os camiões elétricos, necessidades habituais dos clientes, como potência ou tamanho do motor, deixam de se aplicar. Em vez disso, para conseguir oferecer as melhores soluções aos clientes, é importante compreender o percurso de condução do cliente, a aplicação, a capacidade de carga e as condições climatéricas em que o camião irá trabalhar, bem como as alternativas de carregamento disponíveis. Poderemos então recomendar um veículo com especificações rigorosas, com uma configuração ideal de autonomia e bateria", diz Anna Thordén. 

Ela percebeu que as maiores preocupações dos clientes no que respeita aos camiões elétricos é a autonomia e a disponibilidade de estações de carregamento, ainda que esses fatores sejam considerados quando se especifica o camião. Para tornar a autonomia mais fiável, a Volvo Trucks está a desenvolver sofisticados sistemas de previsão que têm em consideração todos os fatores chave, fornecendo ao motorista informações em tempo real sobre a distância de condução até ao próximo carregamento. 

É difícil sobrevalorizar o impacto para os motoristas. Quem conduz um dos nossos camiões elétricos sai a sorrir.

Carolina Grönstedt

Gestora de Desenvolvimento Comercial de Peças Genuínas, Volvo Trucks

Anna Thordén realça que os camiões elétricos têm muitas vantagens para os proprietários de camiões, incluindo os custos de combustível e uma melhor imagem de marca. São também uma forma de estar um passo à frente dos regulamentos mais rigorosos. Se for possível fazer mais transportes durante a noite com veículos mais silenciosos, isso também resultar em grandes ganhos ao nível da eficiência. 

No departamento de após-venda da Volvo Trucks, Carolina Grönstedt, Gestora de Desenvolvimento Comercial de Peças Genuínas, espera que os veículos elétricos aumentem os níveis de recrutamento e retenção de motoristas. Isso teria enormes benefícios para um setor com uma escassez generalizada de motoristas.

Carolina Grönstedt

Com base nas reações dos motoristas de teste, Carolina Grönstedt, Gestora de Desenvolvimento Comercial de Peças Genuínas, Volvo Trucks, espera que os veículos elétricos ajudem a aumentar os níveis de recrutamento e retenção de motoristas.

"Por exemplo, os testes que realizámos mostram que o camião Volvo FL Elétrico tem um nível de ruído 10 dB mais baixo do que um veículo a diesel normal. Isso significa que o nível de ruído é reduzido para cerca de metade", diz. "Os camiões elétricos também apresentam menos vibrações e os motoristas não têm de suportar gases de escape quando trabalham fora do veículo." 

Um desafio para os motoristas será a adaptação a trabalhar com um camião alimentado a bateria, o que poderá causar preocupações ao nível da autonomia e do carregamento. Apesar desta mudança, a reação dos motoristas de teste tem sido extremamente positiva.

"É difícil sobrevalorizar o impacto para os motoristas. Quem conduz um dos nossos camiões elétricos sai a sorrir. Para muitos é uma revelação, sendo que para alguns é quase uma experiência religiosa", diz Carolina Grönstedt com um sorriso.

Linha motriz do Volvo FE Elétrico

Os camiões elétricos da Volvo são 3 a 5 vezes mais eficientes em termos energéticos do que os camiões equivalentes a diesel.



Alguns valores chave dos camiões elétricos da Volvo

  • Autonomia: Volvo FL Elétrico – até 300 km; Volvo FE Elétrico – até 200 km.
  • Uma central eólica de 4 MW produz energia suficiente para conduzir 200 camiões FE elétricos.
  • Explicado de outra forma, uma volta completa do rotor do aerogerador faz um camião avançar 1,5 quilómetros.
  • Poupando 2.500 metros cúbicos de combustível por ano.
  • Reduzindo as emissões de gases de efeito estufa em 10.000 toneladas de CO2 por ano (desde que as baterias sejam carregadas com energia eólica).
  • Nota: Os camiões elétricos são 3 a 5 vezes mais eficientes em termos energéticos do que os camiões equivalentes a diesel.

 

Related News