Volvo Trucks

AUTO SUECO ANGOLA

×

O Volvo FM LNG movido a gás para transporte regional

O Volvo FM LNG é um camião ideal para o transporte regional de mercadorias. Oferece o mesmo conforto e desempenho a que está habituado desde o seu escritório móvel - o Volvo FM. Mas com uma pegada de CO2 muito mais pequena e o potencial para reduzir custos de combustível.

Desempenho para as suas necessidades

O grupo motopropulsor a gás baseia-se na reconhecida tecnologia de motores utilizada no Volvo FM. E tem o mesmo desempenho, mas com menos 20% de emissões de CO2*. Pode escolher entre 420 cv ou 460 cv ou potências nominais, pelo que não há necessidade de compromisso.

Reduza os custos de combustível

O Volvo FM LNG oferece a mesma eficiência de combustível que o Volvo FM a diesel. No entanto, como o GNL é normalmente mais barato, tem uma boa oportunidade para reduzir os custos de combustível.

Adequado para a sua gama

Para veículos pesados a gás, a autonomia é normalmente fundamental. Os motores a GNL são eficientes, e em combinação com GNL, garantem uma autonomia adequada para transportes regionais. Pode escolher entre três tamanhos de depósito diferentes para personalizar o camião para obter uma autonomia até 1000 km.

* Abrange as emissões do veículo ao ser utilizado, também conhecido como "do depósito às rodas", em comparação com um camião que utiliza gasóleo normal europeu.

** A economia real de combustível e a autonomia dos camiões GNL pode variar dependendo de muitos fatores, tais como velocidade de condução, utilização do cruise control, especificações do veículo, carga do veículo, experiência de condução do motorista, topografia real, manutenção do veículo, condições meteorológicas, pressão de GNL do ponto de combustível e estado da temperatura.

A utilização de veículos a gás não se limitaria a ajudar imenso o ambiente. Também beneficiaria a nossa empresa, diminuindo os custos diretos e indiretos.

MANTENHA-SE ATUALIZADO SOBRE O VOLVO FM LNG MOVIDO A GÁS

O seu concessionário Volvo Trucks vai mantê-lo informado quanto aos desenvolvimentos mais recentes dos camiões movidos a gás no seu país.